25 setembro 2016
25 setembro 2016,
 0

A acne é uma das principais vilãs da beleza das mulheres, que sempre buscam novas formas de combater as incômodas espinhas. No entanto, por mais cuidados que se tenha tentando eliminar o problema, muitas vezes ele ressurge após algumas semanas, exatamente no mesmo local, quando parecia já estar cicatrizado. Para entender a razão do reaparecimento das espinhas, a dermatologista Patricia Ceballos do Schweiger Dermatology Group de Nova York esclarece todas as suas dúvidas, em entrevista. Confira!

PROBLEMA É CAUSADO POR POROS COM DIFICULDADE PARA ELIMINAR IMPUREZAS

Na acne comum, a lesão inicial é apenas uma espinha ou cravo, que nada mais é do que um folículo de pelo com secreções de sebo, células mortas e bactérias que não foram efetivamente eliminadas através do sistema de auto-limpeza do poro. “Isto significa que os poros acneicos têm sistemas falhos e defeituosos, que não funcionam a 100% na eliminação de todas essas impurezas”, explicou a dermatologista, em entrevista ao site Byrdie. “Assim, as paredes desse poro obstruído enfraquecem e inflamam, ficando com uma maior tendência a dilatar e ficar congestionado em outros momentos”.

TRATAMENTO CONSISTENTE AJUDA A MANTER O PROBLEMA SOB CONTROLE

Os poros com um sistema de auto-limpeza defeituoso não podem ser recuperados, no entanto, uma rotina de cuidados regrada pode mantê-los sob controle. “Embora as espinhas possam cicatrizar temporariamente, a tendência de obstrução do poro persiste se não cuidar da região com tratamentos específicos de descongestionamento”, conta a especialista Patricia. “Consulte o seu dermatologista para saber qual o mais indicado para o seu tipo de acne. Fórmulas com ingredientes como peróxido de benzoílo e clindamicina ajudam a desinflamar e eliminar as bactérias, e devem ser combinadas com outras que promovem a renovação química da pele como o Retinol”.

ESFOLIAÇÃO REGULAR TAMBÉM É INDICADA PARA EVITAR O REAPARECIMENTO DAS ESPINHAS

Para evitar o ressurgimento da acne no mesmo local, é importante também promover a renovação celular e remover todas as impurezas da superfície da pele. “É importante também investir em um esfoliante suave e de qualidade”, conta a profissional. “No entanto, não é aconselhável esfoliar diariamente, já que podem agredir a pele ao invés de a tratar. O ideal é fazê-lo de uma a duas vezes por semana”

Fonte:  O Debate

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Marque sua consulta através do Whatsapp